Canadá vs Brasil: segundo round!

Oi, gente. Como vocês estão? Espero que esteja tudo bem com vocês!

Hoje, depois de um bom tempo, eu decidi voltar com mais diferenças – Brasil vs Canadá: segundo round. Sim, eu sei que faz um bom tempo desde que eu escrevi o primeiro, mas hoje eu me senti muito inspirada para fazê-lo (e eu meio que preciso volta pra isso porque eu tô me tornando uma pessoa muito conformada com as coisas aqui, então eu preciso me lembrar do que eu não tenho e que eu amava lá em Toronto).

(Antes de começar:

  1. Eu quero que você lembre que eu tô vindo de um país emergente e que eu fui para um que é desenvolvido, então claramente tem muitas coisas que funcionam de uma forma melhor lá do que aqui.
  2. Eu tô tentando ser bem cuidadosa aqui. Eu não quero te dar a impressão errada, mas ao mesmo tempo eu quero ser bem realista).

Todo mundo sabe que quando o assunto é segurança, o Brasil não fica no topo, né? Mas claramente também não é o pior. E quando a gente fala de transporte público, não tem como ser diferente, se você tiver outro meio de ir para os lugares, é melhor (mas isso não significa que você vai morrer instantaneamente quando entrar num ônibus. Eu já até mencionei em outros textos que gosto de experimentar os sistemas de transporte das outras cidades que eu visito).

Como cidadãos, as pessoas tem uma perspectiva diferente daqueles que visitam por um curto período de tempo, por exemplo. Como minha breve experiência de cidadã em Toronto, eu vou explicar isso do meu ponto de vista. TTC, Toronto Transit Commission é a companhia que representa a maior parte dos transportes públicos de Toronto e a forma como ela funciona é muito bacana: tem ônibus, metrôs e streetcars. Não é barato, eu admito. Mas consideram o tanto que eu usei, pareceu bem justo para mim. Tem três formas de pagar: o Metropass, token ou dinheiro.

Dinheiro é a forma mais fácil de falar: considerando que eles não tem o cobrador no ônibus e que você paga direto para o motorista, tem que dar a quantidade exata de dinheiro porque se você der mais, eles não devolvem o troco. O TTC tem um sistema muito legal para checar se todo mundo pagou pelo transporte que está usando, é o Proof-of-payment (POP) – prova de pagamento, que basicamente é um pedaço de papel chamado Transfer. Guarde-o com você, é a única forma que você tem para provar que pagou, se o ônibus for fiscalizado.

Metropass é o meu preferido de todos: é um cartão que te da acesso a todos os tipos de transporte. Sim, logico que ele é mais caro, mas para mim valeu totalmente a pena porque eu usei tanto, mas tanto que nem sei. E também, essa éIMG-20160828-WA0178 a única forma de pagamento em que você não precisa pegar um POP, porque a prova de que você pagou é o próprio cartão. Você pode compra-lo para um dia, uma semana ou um mês (de novo, para mim, o mensal foi o que mais compensou). Eles mudam periodicamente, então se eu seu expirar, tem que comprar um novo. E também tem a opção de desconto, não deixe de conferir se você tem direito.

IMG-20160828-WA0123
aff, olha como é pequeno!

Tokens são os únicos que eu não gosto. Você tem que comprar certa quantidade deles (eles só vendem a partir de três, parece) e usa como se fosse o dinheiro. Deposita perto do motorista e pega o transfer. Eu acho que os odeio tanto porque eles são tão pequenos que eu podia perder (e certeza que perdi algum).

 

 

Mas como o sistema funciona é também uma ótima coisa pra falar. Dividido em três partes, o TTC oferece ônibus, metrôs e streetcars, como eu já disse. É obvio que o TTC tem seus problemas, mas eu te garanto que não se compara nenhum pouco com os do Brasil.

Ônibus estão sempre na hora, e as vezes até adiantados. Eu perdi tantos ônibus por causa disso. Diferente do Brasil, você não precisa fazer sinal pros ônibus pararem pra você, se você estiver no ponto, ele automaticamente para. Sempre, sempre cumprimente o motorista, eles são muito educados. Eu sempre que algumas vezes quando eu desci tarde na minha estação eles falavam para eu tomar cuidado. Ah, e, além disso, eles tem o maravilhoso BlueNight, que é um tipo especial de ônibus que roda durante a madrugada, quando os metrôs estão fechados.

IMG_20161108_213633325
Me mostra um ônibus melhor que esse aqui hahahha

O metrô é um sonho pra mim. Algumas vezes muito quente, outras muito cheio (se puder, evite os horários entre 8 e 9 da manhã e 4 e 5 da tarde), as vezes alguém aperta o alarme de emergência e tudo para, mas sempre muito uteis. Uma estação em cada esquina. O metrô para de funcionar às 2h da manhã, mas lembrando que a cidade dá diminuída no ritmo, faz sentido pra mim. Eu lembro das varias vezes que eu ia para festas e ia me maquiando no metrô, é uma experiência que eu nunca vou superar e – mais importante – nunca vou ter na minha cidade (isso me motiva muito a sair daqui), eu sinto muita falta disso. Outra coisa que eu sinto muita falta é a voz do metrô. Eu até gravei uns áudios de “Arriving at _______ Station”, mas eu não consigo encontrá-los de jeito nenhum. Acho que vou ter que voltar lá pra gravar de novo hehehe

A única coisa que eu não achava mto útil eram os streetcars. Eles são uma espécie de bondinho, muito velhos e lentos. Trazem um ar mais clássico para a cidade, algo que foi retirado dos anos 40, tipo assim, sabe? Mas eles não são tão funcionais quanto os outros, eu só usava quando não tava com pressa (ou seja, quase nunca) ou quando era minha ultima opção, mas se você tá procurando um cenário mais romântico ou quer observar bem a vista da cidade, eles são sua melhor alternativa.

Ah, eu também aprendi que transporte público é um ótimo lugar pra conhecer pessoas e escutar o que eles tem a te dizer, recebi muitos “nãaao! Do Brasil? E tá fazendo o que aqui?”, conheci pessoas com histórias bem legais, apaixonadas pela vida e isso é muito massa. Claro que eu vi também pessoas fazerem coisas que não são muito legais, mas como eu disse antes, não é perfeito. Entretanto, esse sistema de transporte me fez perceber o quanto um carro pode ser inútil e que eu não quero um pra mim, custa muito dinheiro, consome aquele tempo que você poderia usar para fazer outras coisas enquanto está indo de um lugar pro outro – como se maquiar ou ler um livro, por exemplo.

Isso é tudo por enquanto gente, espero vê-los em breve!

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s